Mais Age of Empires | mIRC | Campanhas | Assinaturas | Ajuda | Clãs

Nome: wizardi06



Clã: Nenhum
Jogadores de AoM cadastrados no site AgeMania: 420


Seu IP para jogar on-line:
54.237.235.12
Jogue on-line, clique aqui.

Os Deuses Gregos
Recentes:     Novo Site Age of Mythology e expansão The Titans brasileiro, o mundo da Mitologia em um só lugar!

AoM-TT: Faça o download do GAME aqui.
Os Deuses Gregos

Os Deuses Gregos

    Gaia, ou a terra, era a primeira divindade da ordem cósmica grega, nascida do caos que reinava antes da vida. Ela deu à luz Urano (os céus) e juntos conceberam gigantes, cíclopes e titãs. Urano não estava satisfeito com seus rebentos monstruosos, trancafiando-os todos nas profundezas da terra.  

    E, por causa disso, Gaia ficara desgostosa com Urano. Ela convocou o titã Cronos para atacar seu pai ingrato e tomar seu poder. Mas Cronos era um pai ainda menos tolerante que Urano e logo lhe foram infligidos os mesmos infortúnios pelo seu próprio filho Zeus. E com a ascensão de Zeus ao poder, inicia-se a era grega dos Olímpicos.  

    Por controlar todo o cosmo, Zeus decidiu dividir o espólio entre seus irmãos Posêidon e Hades. Decidiu-se que Zeus manteria seu título de soberano dos deuses, ao passo que Posêidon tomaria posse dos mares. A Hades coube o controle do mundo inferior, o que o fez sentir-se preterido, mas apesar disso ali reinou, como uma divindade colérica e ciumenta.  

    Enquanto isso, o casamento de Zeus com Hera (a deusa do casamento e da comunidade) não ia bem. As várias ocupações dele a deixavam irada e enciumada como Hades, mas ela nunca enfrentou Zeus abertamente e, em vez disso, lançou suas frustrações contra outros inimigos.  

    Ainda assim o casal teve vários filhos. Zeus mostrava abertamente seu favoritismo por Atena, que se tornou a deusa da sabedoria e da guerra. Ao contrário de seu irmão Ares (o deus da guerra), Atena era sensata e benevolente, escolhendo suas batalhas para promover a civilização e o progresso. Para Ares, era irrelevante qual dos lados vencia uma batalha; ele queria somente derramamento intenso de sangue para satisfazer a sua natureza violenta. Ares chegou até mesmo a levar consigo para a batalha os seus filhos - Fobos (medo), Deimos (terror) e Ênio (horror).  

    Mas Ares era covarde e fugia assim que as coisas se voltavam contra ele, chegando até mesmo a ser zombado publicamente por seu próprio irmão Hefesto.  

    Hefesto (deus da forja e dos ferreiros) surpreendeu Ares em um envolvimento amoroso com sua esposa. Mesmo tendo a fama de ser o mais feio entre as divindades, Hefesto conseguiu desposar Afrodite, a deusa absoluta do amor e da beleza. Mas ela raramente correspondia ao amor dele, preferindo o deus da guerra Ares a ele.  

    Entretanto, Zeus continuava a ter seus relacionamentos extraconjugais, de muitos dos quais nasceram filhos - os mais famosos foram Ártemis (deusa do arco e flecha) e Apolo. Deus da sabedoria, da verdade, da música, do sol e, entre outras coisas, da cura, Apolo acabou por ser um dos deuses mais respeitados do Olimpo. Um ato de benevolência durante a infância abriu o precedente para Apolo: uma serpente gigante chamada Píton guardava tenazmente o Oráculo de Delfos (um poço do qual brotavam profecias). A serpente arrasou a região rural vizinha, envenenando rios e poços, destruindo colheitas e demolindo aldeias inteiras. O jovem Apolo derrotou Píton e libertou o Oráculo.  

    Apesar de sua natureza bondosa, Apolo nem sempre era tratado com respeito, especialmente pelo seu meio-irmão Hermes. Como era veloz por causa das sandálias aladas, Hermes era o mensageiro de todos os deuses do Olimpo. Mas também era malvado — e mesmo quando ainda estava envolto nos cueiros, roubou gado de Apolo. Apolo ordenou o retorno das reses, mas acabou por cedê-las a Hermes em virtude da destreza daquele com a lira. Assim, Hermes tornou-se o deus da música.    

    Zeus não restringia seus casos extraconjugais às deusas - também o atraíam as mulheres mortais. Uma dessas mortais era Semele, a quem Zeus “visitou” durante a noite como uma presença divina. Semele não sabia quem era o pai, mas estava feliz em ter sido possuída por uma divindade e de ter dado a luz a Dionísio, deus do vinho e da celebração.  

    Naturalmente, isso incomodou Hera, cujos ciúmes pelas relações extraconjugais de Zeus nunca haviam diminuído. Ela convenceu Semele a revelar quem era o pai, mesmo sabendo que nenhuma mulher mortal poderia sobreviver a um encontro com Zeus em que o visse como pessoa, e assim Semele morreu.  

    Mas Hera ainda não estava satisfeita e assassinou também Dionísio. Rea o ressuscitou e Zeus foi forçado a encolerizar Hera ainda mais estendendo a proteção divina de Dionísio.  


Age of Empires?
  
  Um super-site com mais de 200 páginas recheadas de Age of Empires 2 e sua expansão The Conquerors você vai encontrar em:
   www.ageofempires2.com.br

   Acompanhe todas as noticias do mundo Age of Empires e tenho toda a série em um clique, acesse o AgeMania:
   www.agemania.com.br



  O mais recente lançamento da série, todos os downloads, dicas e informações, acesse já o novo Age of Empires III:
   www.ageofempires3.com.br



Sites do Grupo: | AgeMania | ageofempires2.com.br | ageofempires3.com.br
Age of MythologY | © 2008 AoMBrasil.com.br . Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: Ronny Martins | Design: Fácil Design